PAÍSES DA UNIÃO EUROPEIA​

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Chéquia, Eslováquia, Espanha, Eslovenia, Estonia, Finlândia*, França, Grécia, Hungria, Itália, Letonia, Lituânia, Luxemburgo, Malta*, Países Baixos, Polonia, Portugal*, Suécia*.

Como viajar com pet para União Europeia?

Se você está planejando viajar com pet para a União Europeia, especialmente se esta é a primeira viagem internacional do seu cachorro ou gato, é crucial seguir um procedimento específico e cumprir prazos estritos. Embora pareça um processo complexo e potencialmente caro, este post mostrará que não precisa ser tão complicado quanto parece.

Uma vez concluída a documentação para a primeira viagem, as viagens futuras serão mais simples e econômicas. Abaixo, apresentamos uma linha do tempo detalhada com as etapas essenciais para obter toda a documentação necessária para sua viagem, bem como informações detalhadas sobre cada fase.

Além disso, neste link, você encontrará diretrizes exclusivas para países da União Europeia com regulamentações adicionais.

É fundamental proporcionar ao seu pet a melhor experiência de viagem possível. Portanto, siga estas instruções com atenção e não hesite em procurar orientação profissional, se necessário. Garanta que sua viagem com seu animal de estimação seja memorável e sem complicações.

PROCEDIMENTO PARA VIAGEM INTERNACIONAL

Clique no item para mais detalhes de cada fase

MIICROCHIP
VACINA ANTIRRÁBICA
EXAME SOROLÓGICO
QUARENTENA
RESULTADO SOROLOGIA
ATESTADO VETERINÁRIO E CVI
READY TO GO
microchip
avião

Aplicar microchip padrão ISO 11784 ou ISO 11785.

Aplicar vacina antirrábica APÓS a aplicação do microchip.

30 dias após a vacinação antirrábica, realizar o exame de sorologia antirrábica.

Após a coleta de sangue para o exame sorológico, iniciar a contagem da quarentena de 90 dias pré-viagem.

Após receber o resultado da sorologia antirrábica, verificar se os anticorpos estão acima de 0,5 UI/ml.

Solicitar na VIGIAGRO o CVI, emitir o modelo de atestado gerado pelo sistema e levar ao veterinário para checagem e assinatura.

Seu pet está pronto para embarcar em sua viagem internacional.

microchip

Microchip

O primeiro passo para preparar seu animal de estimação para uma viagem internacional é a aplicação do microchip. Em primeiro lugar, certifique-se de que o microchip aplicado pelo seu veterinário seja o padrão ISO 11784 ou ISO 11785, compatível com os leitores de microchip nos aeroportos. Caso contrário, se for um padrão diferente, você terá que levar seu próprio leitor de microchip. Esse pequeno dispositivo, do tamanho de um grão de arroz, é aplicado na nuca do seu pet muito rapidamente. Além disso, ele é obrigatório para a maioria dos países e fundamental para ajudar a localizar seu animal de estimação em caso de perda.

vacina

Vacina Antirrábica

A vacina antirrábica deve ser feita após a aplicação do microchip. No entanto, caso essa vacina já tenha sido aplicada anteriormente, quando do implante do microchip, é fundamental que a vacina seja refeita para que seja válida para a realização do teste sorológico antirrábico. Portanto, preste muita atenção a essa informação crucial. É essencial que a vacina seja administrada após a implantação do microchip, pois somente assim o teste no próximo passo será válido.

Assim, agende uma consulta com o veterinário para a aplicação da vacina e certifique-se de que o adesivo da vacina seja colado e datado na carteirinha de vacinação.

exame

Exame Sorológico

Após pelo menos 30 dias da aplicação da vacina antirrábica, seu pet pode prosseguir com o exame sorológico. É importante destacar que esta etapa é geralmente a mais cara de todo o processo, portanto, vale a pena pesquisar e comparar os preços oferecidos por diferentes laboratórios que realizam o teste.

O objetivo fundamental do exame é garantir que seu pet tenha níveis de anticorpos acima de 0,5 UI/ml. No entanto, se os resultados indicarem níveis inferiores a esse valor, será necessário aplicar uma nova vacina antirrábica e, após aguardar mais 30 dias, realizar outro exame.

Para iniciar o processo, entre em contato com o laboratório escolhido para a realização do teste. Agende um horário e prepare seu animalzinho de acordo com as orientações fornecidas pelo laboratório. É crucial verificar minuciosamente as informações do seu pet no dia do exame, incluindo a espécie do animal, idade e seu nome. Resultados com dados incorretos podem atrasar significativamente todo o processo.

casa

Quarentena

A quarentena, em termos de viagem com animais de estimação, tem o único propósito de evitar que seu animal viaje prematuramente. Durante esse período de quarentena de 90 dias, seu cachorro pode continuar com sua rotina de passeios normalmente, mas apenas poderá embarcar no avião após o término desse período, contado a partir do dia da coleta de sangue para o exame sorológico mencionado anteriormente.

Após cumprir esse período, e desde que o resultado do exame tenha sido satisfatório, seu pet estará apto e pronto para embarcar com você.

ícone certificado

Resultado da Sorologia

Aproximadamente 30 dias após a coleta de sangue, você receberá o resultado do exame sorológico. Se tudo der certo e o resultado do exame indicar anticorpos acima de 0,5 UI/ml, estará tudo encaminhado.

No entanto, mesmo ao receber um resultado satisfatório, é importante lembrar que você ainda deve aguardar a conclusão dos 90 dias de quarentena antes de poder embarcar com seu pet.

Esse resultado pode ser válido por toda a vida do seu pet, contanto que você não se esqueça de mantê-lo revacinado contra a raiva dentro do prazo adequado. No Brasil, o prazo de revacinação contra raiva é de 1 ano, enquanto em alguns países, esse prazo pode se estender para 2 ou 3 anos. No entanto, é altamente recomendável seguir o prazo de 1 ano para garantir que você não tenha problemas em nenhum lugar e evite a necessidade de repetir o exame sorológico.

logo VIGIAGRO

CVI - Certificado de Viagem Internacional

O Certificado de Viagem Internacional é a fase final do processo para viajar e é emitido pela VIGIAGRO. Este documento é essencial para a saída do Brasil com seu pet e sua validade após a emissão varia dependendo do país de destino.

A partir de novembro de 2022, a emissão do CVI para qualquer país passou por mudanças significativas. Agora, todos os documentos devem ser digitalizados e conter assinatura eletrônica (recomenda-se o uso do “assinador eletrônico gov.br“). Portanto, não é mais necessário visitar uma unidade da VIGIAGRO para apresentar os documentos originais e emitir o documento. Para entender o processo de criação da assinatura eletrônica nos documentos a serem anexados, clique aqui.

A emissão do CVI também é realizada eletronicamente. Para países da União Europeia, Suíça e Noruega, você pode fazê-lo por meio deste link, clicando em “INICIAR” e efetuando o login no gov.br. Lembre-se de que os documentos devem ser assinados eletronicamente antes de serem anexados ao sistema da VIGIAGRO.

Observação: Para os países Alemanha, Itália, Irlanda, Países Baixos e Suécia, é necessário o processo de chancela física do e-CVI.

Documentos necessários para emissão do CVI:
  • Certificado microchip;
  • Comprovante de vacinação (carteirinha de vacinação ou passaporte);
  • Laudo de sorologia;
  • Atestado de saúde.
Ícone passaporte animal

Atestado Veterinário

A partir de novembro de 2022, o Certificado Veterinário Internacional (CVI) passou a ser emitido eletronicamente. Como resultado, o atestado veterinário é gerado automaticamente pelo sistema, contendo os dados do seu pet e detalhes da viagem.

Portanto, para obter o atestado necessário, siga o passo anterior (CVI). Após o sistema de requisição do CVI gerar o atestado com informações pré-preenchidas sobre o seu pet, você deve levá-lo ao veterinário. O veterinário realizará um exame em seu pet e preencherá os campos restantes (com caneta azul), carimbará e assinará o atestado para confirmar que seu pet está em boa condição de saúde para a viagem.

Com isso, o seu atestado estará pronto para ser anexado, finalizando assim o processo de emissão do CVI. Lembre-se de estar atento ao prazo de validade do atestado de saúde veterinário, que pode variar dependendo do país de destino.

Atenção para países com regras específicas

Alguns países possuem regras adicionais para permitir a entrada de pets. Por isso, para viajar com pet para União Europeia, é muito importante que você pesquise as regras específicas do país destino antes de embarcar.
Abaixo, clique no botão para acessar o post com alguns países e suas regras para entrada de pets.

Como preparar o pet para a primeira viagem internacional?

Prepare seu pet para a experiência de viagem expondo-o a situações semelhantes, como passeios de carro com o pet dentro da caixa de transporte que será usada no voo. Isso pode ajudar a reduzir a ansiedade e o medo durante a viagem. Além disso, pratique comandos básicos e treine seu pet para ficar calmo em diferentes ambientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *