COMO VOLTAR PARA O BRASIL COM CACHORRO

Para voltar para o Brasil com seu cachorro, é necessário estar atento a algumas regras e prazos.
Primeiramente, o Certificado Veterinário Internacional (CVI) é um documento essencial para viajar com seu pet para o exterior e também para retornar ao Brasil. É importante ressaltar que o CVI possui uma validade de 60 dias a partir da data de emissão. Portanto, se sua viagem tiver uma duração inferior a 60 dias, você poderá utilizar o mesmo documento para retornar ao Brasil, desde que todas as outras exigências ainda estejam em conformidade.
Além disso, é importante lembrar que a vacina antirrábica e tratamento antiparasitário (dependendo do país no qual você está) devem estar em dia.

Zelda na mesa do restaurante

Viagens curtas (até 60 dias)

Para realizar o retorno ao Brasil com seu pet após uma breve viagem ao exterior, é fundamental seguir as regulamentações estabelecidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O Certificado Veterinário Internacional (CVI) tem um período de validade de 60 dias, a contar da data de emissão. É importante destacar que, caso a sua viagem tenha uma duração inferior a 60 dias, é possível utilizar o mesmo CVI que foi emitido para a partida do Brasil. Vale ressaltar que o prazo de validade do CVI é calculado a partir da data de emissão, não da data da viagem em si.

Além disso, é imprescindível que seu pet esteja com a vacina contra a raiva em dia, com a aplicação da vacina realizada há mais de 30 dias, porém menos de um ano antes da data prevista para o retorno ao Brasil. É importante estar atento às exigências sanitárias do país de origem do seu animal de estimação e consultar as normas atualizadas tanto do MAPA quanto da companhia aérea escolhida. Dessa forma, você garante uma viagem segura, tranquila e em conformidade com todas as regulamentações em vigor.

Viajar com cachorro - documentos

Viagens longas

🇪🇺 União Européia ➙ Brasil

Para retornar ao Brasil com seu pet após o vencimento do Certificado Veterinário Internacional (CVI), é possível adquirir o Passaporte Europeu para Animais de Estimação. Esse processo é simples e envolve apenas algumas etapas que você pode realizar com a ajuda de um veterinário local. Certifique-se de preencher todas as informações do seu animal e do proprietário de forma precisa e completa. É crucial que o campo relativo à vacina antirrábica seja preenchido e carimbado pelo veterinário, uma vez que essa informação é essencial para garantir a autorização do embarque do seu pet.

Após a obtenção do passaporte, seu bichinho deverá passar por uma consulta veterinária, que deve ocorrer no prazo máximo de 10 dias antes da viagem. Durante essa consulta, o veterinário realizará uma avaliação completa do animal e assinará o passaporte, o que funcionará como um atestado veterinário, confirmando que seu pet está em perfeitas condições para a viagem.

Recomendação

Uma dica de grande valor para garantir uma experiência tranquila é providenciar o passaporte do seu pet com antecedência. Ao fazê-lo, quando a data da viagem se aproximar, você só precisará retornar ao veterinário para a consulta pré-viagem e a obtenção da assinatura no passaporte do seu animal de estimação. Essa assinatura é de importância crítica, pois atua como um atestado de saúde, permitindo que seu pet realize a viagem internacional de volta para o Brasil.

Evitar a emissão do passaporte no mesmo dia da consulta é uma prática inteligente, uma vez que lhe dará o tempo necessário para solucionar qualquer pendência com tranquilidade, caso seja necessário. Planejamento antecipado é a chave para garantir uma viagem segura e livre de estresses para você e seu fiel companheiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *